Baiano de Jequié une música e poesia em Atravesso, segundo disco autoral

-1100

Atravesso é uma pausa na velocidade feroz dos dias hoje. Surpreende logo na primeira faixa. Enquanto você espera a canção, surge um poema, daqueles que tocam fundo a alma. Rico Ayade, cantor, compositor, escritor e ator, traz ao público, no segundo disco, apenas voz e piano, que buscam reflexões sobre o ser humano e a atualidade.

Com 13 faixas (11 autorais), o baiano quebra hiato de cinco anos e inova no trabalho, que, diferentemente de Distraído (primeiro álbum), é mais intimista e reflexivo.

“A proposta é parar e dar um tempo. É uma tentativa de rebuscar um pouco o ter o tempo para nós mesmos. Estava sentindo falta dessa pausa, desse silêncio. De parar e buscar coisas mais profundas”, explica.

Com o intuito de cantar o rito de passagem do ser humano em busca de si, ele traz duas releituras, Mãe (Caetano) e Olha Esse Rapaz (César Mello). “Sempre amei muito Mãe. Caetano deixa claro, mesmo que de forma triste, mas muito bela, que não é nada sem a mãe, e que ela brilha nas coisas que ele faz. Sinto isso em relação à minha mãe”, explica.

O que mais chama a atenção no álbum são as passagens poéticas. Segundo ele, as poesias nasceram antes das músicas e já estavam desde o início da concepção.

Rico acredita ser “operário” da arte e se coloca disponível para qualquer forma de expressão. Com multitalentos artísticos, ele confessa que tem uma paixão maior por música e cinema: “Somos instrumentos e não o fim da obra, operários disso tudo”.

O artista se considera um “tropicalista fora de época” e tem como referência os grandes nomes do movimento. “Bethânia fez parte da minha vida, é uma grande influência. Escrevo desde os 6 anos, e a poesia sempre esteve ligada à minha vida”, explica a admiração pela santo-amarense.

Projetos

Rico Ayade se apresentará no dia 12 de outubro, no projeto Rio, Pipoca e Biscoito, com Felipe Catto, Alcione e Zélia Duncan, no Rio de Janeiro.

Além da turnê de Atravesso, que não tem data marcada para Salvador, mas está previsto no roteiro, o artista está à frente do Sarau do Rico, projeto próprio em que mistura “poesia, música e amigos”.

Com lançamento para 2018, Heurói, o terceiro disco do cantor, está com todas as canções prontas e traz um diálogo condizente com a temática do segundo álbum.

“Faz um tempo que fui solicitado pela arte a falar dessas coisas do ser humano, e não falar tanto dessas coisas que todo mundo fala. Heurói trata do ser humano, o interno, a respeito de se encontrar e encontrar forças para lutar todos os dias”, filosofa.

*Sob a supervisão do jornalista Luiz Lasserre

Compartilhe!

Sites de Jequié

Jequié, a cidade Sol do Brasil, Está a 365 km de Salvador, no sudoeste da Bahia, situada entre a caatinga e a zona da mata. Importante referência regional. Banhada pelo rio Jequiezinho e o Rio de Contas.

A cidade de Jequié conta com serviços de criação de sites e sistemas para internet, a Solmaster tem um nome consolidado, com vários serviços realizados que lhe imprime uma credibilidade referenciada.

Entre alguns clientes de Sites em Jequié destacamos:

Giro Regional de Notícias Regionais, Jequié.net, portal de conteúdo, Hora de Notícias, Cifra Católica, Palco Católico de cadastro de bandas e cantos para missa, Reporter Católico onde você ouve o evangelho do dia, Revista mais Bahia com informações relevantes de municípios de toda a